Brasil

RJ tem capital com 96% de leitos de UTI ocupados e 8 municípios sem vagas

Uol | 08/03/21 - 10h37
Mariana Ramos / Prefeitura do Rio

A taxa de ocupação de leitos de UTI disparou na capital do Rio de Janeiro, por causa da covid-19. A marca chegou a 96% ontem, de acordo com o Painel Coronavírus, do governo estadual.

A capital tem 616 leitos de UTI para atendimento de covid-19 atualmente. Também existem 640 leitos de enfermaria para atendimento de covid-19, mas 73% deles estão ocupadas.

Além da capital do Rio de Janeiro, outras regiões do estado também despertam preocupação. Oito cidades estão sem nenhum leito de UTI disponível para atendimento: Bom Jesus, Miracema, Paraíba do Sul, Rio das Ostras, Saquarema, Sapucaia, Teresópolis e Três Rios.

O índice geral do estado do Rio de Janeiro está em crescimento. Até a semana passada, não ultrapassava 70%. Agora já chegou a 73%.

Recentemente a prefeitura do Rio de Janeiro estabeleceu medidas de restrição, para evitar aglomerações, e admitiu que pode tomar ações mais duras. Mas o Secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, assegura que tem como manter o atendimento a todos infectados.

"Nós ainda temos muitos leitos que são de fácil reabertura, caso seja preciso. Nos fins de semana, as taxas tendem a ser um pouco maiores, e, também, neste fim de semana, leitos do INI (Instituto Nacional de Infectologia da Fiocruz) foram bloqueados para receber pacientes de Manaus. Com isso, cresceu um pouco a taxa de ocupação. Mas a fila está zerada e pacientes estão conseguindo leitos. Mas estamos em alerta já há algum tempo, tanto que estamos com medidas restritiva", afirmou Soranz ao jornal O Globo.