Interior

Servidores da Educação cobram salários atrasados em Atalaia

19/04/18 - 14h33
Cortesia

Servidores da Secretaria Municipal de Educação de Atalaia realizaram um protesto, nesta quinta-feira (19), e invadiram a sede do órgão, no Centro da cidade, para reivindicar o pagamento de salários da categoria. Eles alegam que alguns profissionais ainda não receberam o salário do mês de março.

Além dos atrasos, os servidores também reivindicam a contratação de mais professores. “Perdemos uma turma inteira de Educação de Jovens e Adultos por falta de professor. Alunos estão saindo da rede municipal porque não há professores. A educação pública municipal está um caos”, disse Fábio Cirilo de Lima, presidente do Sindicado dos Educadores de Atalaia.

Os professores relataram que a prefeitura alega não ter dinheiro para os pagamentos ou contratação, mas os manifestantes contestam. “Não tem justificativa. Esse ano o Fundeb já repassou R$ 11 milhões ao município”, acrescentou Fábio.

Já a servidora aposentada, Maria Núbia, informou que o problema é recorrente e servidores adoecem por conta disso. “A questão é caótica, o sindicato já fez uma denúncia na ouvidoria do MEC. O problema é recorrente. Já passamos dois meses sem receber e muita gente adoece, vai pro hospital por causa disso”, disse.

O Portal TNH1 tentou contato com a Prefeitura de Atalaia, mas até o fechamento dessa matéria não obteve retorno.