Polícia

"Sou filho de delegado": motorista com suspeita de embriaguez tenta dar 'carteirada' e é preso em Maceió

João Victor Souza | 15/06/24 - 07h15
Ascom PC

"Ninguém vai me prender, sou filho de delegado". Esta declaração, segundo a Polícia Militar, foi dada por um motorista com suspeita de embriaguez ao ser abordado por uma equipe do 13º Batalhão dentro do veículo que guiava no bairro de Jacintinho, em Maceió, nessa sexta-feira, 14. O homem foi detido em flagrante.

A PM informou que a equipe do 13º Batalhão estava em patrulhamento quando avistou um bloqueio em uma via, por trás de um condomínio, causado pelo automóvel do suspeito. O carro estava com os faróis acesos e com o motor ligado, e ia para trás e para frente, sem sair do rua.

Os policiais disseram que foram até o motorista e pediram para que ele liberasse a rua, o que não foi atendido. Após resistência para descer do veículo, o condutor saiu, e ao ficar em pé, com dificuldades, apresentou sinais visíveis de embriaguez, percebidos também na fala. Ele precisou ser segurado por populares para não cair.

Para os PMs, o motorista contou que estava à procura do celular, pois as pessoas que bebiam com ele teriam pego o aparelho. Mas, ao ser informado de que seria levado à Central de Flagrantes, o homem começou a se agitar e esbravejou contra a equipe, ao gritar que ninguém o prenderia, pois era filho de delegado. 

Nesse momento, ele se dirigiu para o interior do carro, com a alegação de que queria pegar os documentos. Mas houve uma tentativa de fuga frustrada. O homem ligou o veículo e acelerou, porém o mesmo não conseguiu colocar o veículo em marcha. Depois disso, os policiais tomaram a chave dele.

Com a chegada de outras equipes policiais, o motorista aceitou ir para a delegacia, onde ficou preso e foi autuado por crime de embriaguez ao volante. A PM não informou sobre fiança e nem se o homem passou a noite preso.

Ao TNH1, a Associação dos Delegados de Polícia de Alagoas informou que o pai do suspeito detido não é delegado, uma vez que o nome dele não consta no quadro de servidores da polícia. Confira na íntegra abaixo:

"A Associação dos Delegados de Polícia de Alagoas - ADEPOL - AL vem a público esclarecer, que o autuado na Central de Flagrantes por conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada, ocorrido ontem (14/06), por volta das 17h, no bairro do Feitosa, nesta cidade, que seu genitor não pertence ao quadro de Delegado de Polícia de Alagoas."