Turismo

Turistas são presos por danificar templo e defecar em Machu Picchu; há brasileiro no grupo

Uol | 14/01/20 - 14h55
Pexels

Seis turistas de diferentes nacionalidades foram presos no último domingo (12) por acessar áreas proibidas da cidade de Machu Picchu (Peru) e danificar o famoso Templo do Sol, onde defecaram, segundo autoridades locais. Entre os detidos, estavam cidadãos do Brasil, Argentina, França e Chile.

A prisão dos turistas (quatro homens e duas mulheres) aconteceu quando policiais encontraram o grupo no Templo do Sol, local restrito por questões de segurança.

"Os seis turistas foram detidos e estão sendo investigados pelo Ministério Público pelo suposto crime contra o patrimônio cultural", disse Wilbert Leyva, chefe de polícia de Cusco, em comunicado oficial.

No Templo do Sol, as autoridades verificaram "a fissura de um elemento lítico, que caiu de um muro e provocou uma fenda no piso", disse Levya.

Além dos danos materiais, a direção regional de Cultura de Cusco, região onde Machu Picchu está situada, o chefe de polícia relatou ter encontrado material fecal no templo, que considera como prova de que os turistas defecaram no espaço.