Turismo

Viagem de carro e visita a amigos: pesquisa do IBGE apresenta dados sobre turismo em Alagoas

Ascom IBGE-AL | 12/08/20 - 15h44 - Atualizado em 12/08/20 - 16h27

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou a ocorrência de alguma viagem em 11,4% (130 mil) dos 1,14 milhão de domicílios em Alagoas entre os meses de abril e agosto de 2019. Dentro desse universo, o principal motivo pessoal foi a visita a parentes ou amigos, e o principal meio de transporte observado para a realização das viagens foi o carro, seja particular ou de empresa.

As informações fazem parte do módulo “Turismo” da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2019, abordado no terceiro trimestre de 2019 e realizado em convênio com o Ministério do Turismo (Mtur). A pesquisa traz dados sobre os fluxos de turistas nacionais entre as diferentes regiões do país e para o exterior nos três meses anteriores à entrevista.

“A pesquisa tem como objetivo desenvolver uma conta satélite de turismo associada às Contas Nacionais, além de gerar informações básicas sobre o turismo doméstico, que auxiliem em políticas públicas e entidades privadas do setor”, explica a pesquisadora do IBGE Flavia Vinhaes.

Em Alagoas, os dados também revelaram que, das 172 mil viagens analisadas pelos domicílios do estado, 98,8% foram nacionais e 1,2% foram internacionais. Assim como no Brasil, a maior parte ocorreu por motivos pessoais (86,8%), enquanto aquelas por motivos profissionais ficaram atrás (13,2%).

Por viagem, entende-se os deslocamentos de uma pessoa ou grupo, fora do seu entorno habitual, desde o momento de sua saída até o seu regresso.

“O turismo é marcado pela sazonalidade. A pesquisa na amostra de domicílios cobriu o período de abril até agosto, que não inclui a alta temporada de viagens, geralmente em dezembro e janeiro. Na versão atualizada da pesquisa, que está em campo ao longo de todos os meses de 2020, poderemos captar uma imagem ainda mais precisa do turismo doméstico”, ressalta a pesquisadora.

Visita a parentes ou amigos predomina entre as viagens pessoais

Das viagens por motivo pessoal, 37,4% ocorreram em visita a parentes ou amigos, 27,3% para  tratamento de saúde e bem-estar e 19,3% em busca de lazer. Em relação ao local de hospedagem, cerca de seis em cada dez (59,2%) ficaram na casa de amigo ou parente.

Entre aqueles que viajaram a lazer, mais da metade (50,9%) declarou ter viajado para fazer turismo de sol e praia. Outras razões apontadas foram viagens com finalidade cultural e o ecoturismo e as viagens de aventura.

Em relação aos meios de transporte utilizados pelos moradores dos domicílios alagoanos, o principal foi o carro particular ou da empresa (38,4%), acompanhado por van ou perueiro (18,6%) e ônibus de linha (15,2%). O avião foi utilizado em 8,4% das viagens.
Em quase metade dos domicílios em que não houve viagem, a razão foi econômica

Em quase metade (48,7%) dos cerca de 1 milhão de domicílios alagoanos em que nenhum morador viajou, o motivo informado foi a falta de dinheiro, maior alegação também no Brasil de um modo geral. Outras razões mais alegadas em Alagoas foram não ter havido necessidade e não ter havido interesse.