Polícia

Vídeo: depois do ‘reggae’ no presídio, detentos são forçados a dançar durante transferência

Dayane Laet | 12/09/19 - 10h56 - Atualizado em 13/09/19 - 14h02
Reprodução / Vídeo

Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra os dois reeducandos que foram flagrados usando celular dentro do sistema prisional de Maceió, sendo obrigados a dançar reggae, algemados, enquanto aguardavam a transferência para o presídio de segurança máxima de Girau do Ponciano, no Agreste do Estado.

Nas imagens é possível ver os dois no canto de uma sala, enquanto um suposto servidor público grita, exigindo que eles dancem. A exigência faz referência ao vídeo gravado pelos dois, no Presídio Baldomero Cavalcante, onde um dos reeducandos dança reggae e manda uma mensagem para amigos e familiares: “Da Barra de Santo Antônio a Ilha da Crôa. Um dia tô chegando aí, pai. Com fé em Deus, em nome de Jesus”, disse, enquanto o outro filma.

Setembro Amarelo: 6 livros que falam abertamente sobre suicídio e depressão


Por conta do uso do celular na cela, os dois tiveram a transferência ordenada. E foi nesse momento que foram filmados pelos agentes.

Acompanhe:

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Alagoas (Sindapen), Petrônio Lima, informou que, pelas imagens, parece que eles estavam mesmo em uma das salas do presídio Baldomero Cavalcante. “Quem grita no vídeo pode ser um servidor, mas não posso dar certeza”, explicou ao TNH1. A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social informou que, por enquanto, não vai comentar o caso.

O TNH1 entrou em contato com o juiz da Vara de Execuções Penais, Braga Neto, que disse que vai analisar as imagens e, se perceber que houve abuso de autoridade, solicitará que a Seris abra uma sindicância para investigar os servidores envolvidos.