Nordeste

Vídeo mostra discussão entre cantor Tony Salles e prefeitos de cidades de SE

Portal Infonet | 03/02/20 - 11h57 - Atualizado em 03/02/20 - 12h01
Divulgação/Parangolé

Uma discussão envolvendo os prefeitos de Capela e de Ilha das Flores, Silvany Mamlak (PTN) e Cristiano Beltrão (PSC), e o artista Tony Salles, vocalista da banda baiana Parangolé, gerou polêmica durante a celebração da padroeira do município de Capela na madrugada do último domingo, 2. Iniciada por conta do atraso na apresentação do artista, a acalorada conversa teve cobrança pela demora do show, empurrões, xingamentos e até indiretas em redes sociais.

Em um dos vídeos divulgados nas redes sociais, é possível ver o cantor descendo de um van minutos antes do show e sendo abordado pela prefeita, que fala “Palhaçada, nunca mais você toca aqui”. Na sequência o cantor reage com um xingamento direcionado à gestora e é empurrado pelo marida dela, o prefeito Cristiano Beltrão. A partir daí se iniciam os empurrões e os seguranças do artista tentam afastá-lo e direcioná-lo ao palco.

Apesar do clima pouco amistoso, o show de Tony Salles ocorreu normalmente e não houve citações ao episódio registrado antes da apresentação. A primeira manifestação pública das partes partiu do vocalista, que em seu Instagram publicou um vídeo da festa com a ferramenta ‘stories’ e a seguinte frase “Anote isso: Só cantei nesse show por todo respeito que tenho pelo meu público”. No story seguinte, ele ainda publica um agradecimento ao público e cita, usando aspas, que a população de Capela é educada, “Galera de Capela, vocês são incríveis. Povo lindo, ‘educado’ e com uma energia contagiante. GRATIDÃO”. Em outro vídeo, compartilhado apenas em grupos do aplicativo Whatsapp, Tony pede desculpas pelo atraso e agradece ao público e à prefeita pela oportunidade.

Em nota, a Prefeitura de Capela se posicionou classificando o episódio como lamentável e acusou o artista de ser ‘extremamente desrespeitoso’. “A cobrança feita pela gestora pública se deve à preocupação dela com a segurança das pessoas. De acordo com determinação da Polícia Militar, os shows devem ser finalizados até as 6h da manhã, a fim de garantir a tranquilidade e o bem-estar da população”, explica a nota. No mesmo texto, a prefeitura justifica a atitude do prefeito de Ilha das Flores alegando que a preocupação de Silvany foi compartilhada por este.

O Portal Infonet tentou ouvir o cantor Tony Sales por meio da sua assessoria de imprensa, mas não obteve êxito nas inúmeras ligações feitas a partir do contato disponibilizado no site da banda Parangolé. O portal também tentou contato com o prefeito Cristiano Beltrão, mas teve as ligações recusadas durante as tentativas via telefone.