Política

Acusado de latrocínio contra guarda municipal é preso no Tabuleiro

Dayane Laet com Deic | 20/05/19 - 09h47 - Atualizado em 20/05/19 - 10h21
TNH1 / Arquivo

Um reeducando que prestava serviço do Instituto Médico Legal (IML), no bairro do Tabuleiro do Martins, parte alta de Maceió, foi preso nesta segunda-feira (20), por agentes da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic). Ele realizava a limpeza da parte externa do órgão.

De acordo com informações do delegado Fabio Costa, o acusado, Euber Ferreira da Silva, teria participado de um roubo seguido de morte na Grota do Moreira, no Jacintinho, na madrugada de 25 de julho de 2015. A vítima, o guarda municipal Roberto Márcio da Silva Lima, de 47 anos, entrou em luta corporal com Euber e seu comparsa, e por isso foi morto a tiros.

Roberto foi morto a tiros em 2015 / Arquivo Pessoal

O prestador de serviço já havia sido condenado em 1ª instância pelo crime, tendo sido a sentença confirmada em 2ª instância no Tribunal de Justiça. Ele foi conduzido até a sede da Deic onde foi autuado e, em seguida, encaminhado ao sistema prisional.

Em nota, a Perícia Oficial do Estado de Alagoas esclareceu que Euber era contratado através do projeto ressocializador da Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), diante de uma parceria firmada por convênio que promove a reintegração ao mercado de trabalho da população carcerária. " A Perícia Oficial, três vezes agraciada com o Selo Ressocializador, ressalta que irá continuar com essa parceria por promover e acreditar veementemente na recuperação e evolução do ser humano", declarou o órgão.