Justiça

Acusados da morte do vereador Luiz Ferreira vão a júri nesta quinta

16/02/17 - 07h56 - Atualizado em 16/02/17 - 08h02

A 9ª Vara Criminal de Maceió leva a julgamento, nesta quinta-feira (16), às 8h, os réus Alessander Ferreira Leal, Tiago dos Santos Campos e Everton Santos de Almeida. Eles são acusados de envolvimento na morte do vereador do município de Anadia Luiz Ferreira de Souza, ocorrida em setembro de 2011. A sessão será realizada no Fórum da Capital, no Barro Duro.

Leia também no blog do Ricardo Mota: Assassino de Luiz Ferreira continua agindo em Alagoas

A vítima foi executada a tiros na rodovia AL 450, nas imediações do Povoado Tapera, em Anadia. De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP/AL), Luiz Ferreira retornava da cidade de Maribondo, após conceder entrevista a uma rádio local, quando o carro em que estava foi interceptado por outro veículo.

Pelo menos duas pessoas teriam saído do automóvel e efetuado disparos na direção do vereador, que não resistiu aos ferimentos. De acordo com o MP/AL, o crime teria sido planejado pela então prefeita de Anadia, Sânia Tereza Palmeira Barros, e pelo companheiro dela, Alessander Leal. Os outros participantes seriam Tiago Campos, Everton de Almeida, Adailton Ferreira e Wallemberg Torres da Silva.

O motivo seria a oposição feita por Luiz Ferreira à gestão da prefeita. O vereador, que na entrevista à rádio havia anunciado sua candidatura à Prefeitura de Anadia, acusou Sânia Barros de cometer diversas irregularidades à frente do executivo municipal. Para o Ministério Público, o assassinato de Luiz Ferreira foi queima de arquivo e um “recado” para os demais vereadores da oposição.

O juízo da Comarca de Anadia pronunciou os réus por homicídio triplamente qualificado e associação criminosa. Tendo em vista que os acusados Tiago Campos e Everton de Almeida não recorreram da decisão de pronúncia e Alessander Leal desistiu do recurso em sentido estrito interposto, decidiu-se pelo desmembramento dos autos em relação a esses réus. Os outros recorreram da pronúncia e aguardam o julgamento de seus pedidos pelo TJ/AL.

O julgamento no Fórum será presidido pelo juiz Geraldo Cavalcante Amorim, titular da 9ª Vara Criminal de Maceió.