Interior

Advogado diz que família contesta versão de 'brincadeira' em morte de jovem no interior de AL

Redação TNH1 | 30/11/20 - 18h18 - Atualizado em 30/11/20 - 18h36
Arquivo Pessoal

Segue em investigação o assassinato do jovem Anderson Villar, de 23 anos, nesse domingo (29), em Santana do Mundaú. Ele morreu após ser atingido por um disparo de arma de fogo durante uma suposta brincadeira. O suspeito do crime é um empresário do ramo de material de construção.

O advogado da família de Anderson, Alexandre Lima, concedeu entrevista nesta segunda-feira (30), ao Programa Fique Alerta, da TV Pajuçara, e confirmou que o jovem estava com outros amigos participando de uma festa. Ao final da festa o grupo foi para outro local, onde estava o empresário suspeito do crime. O advogado disse, no entanto, que a versão de que tudo foi uma brincadeira é constestada pela família da vítima.  

"Lá na frente, com as investigações, toda as dinâmica desse crime vai ter que ser colocada à tona. O que a gente pode afirmar é que a família contesta e refuta veemente qualquer hipótese de que tenha sido uma brincadeira. A família contesta essa narrativa, mas a dinâmica dos fatos vai ficar a cargo do delegado do caso", afirmou Alexandre Lima.  

O TNH1 tentou entrar em contato com o delegado do caso, Antônio Nunes, da Delegacia Regional de União dos Palmares, mas até o fechamento desta reportagem não conseguiu.

Veja a entrevista completa do advogado: