Interior

Advogados deixam defesa de suspeito de abuso sexual em União dos Palmares

Da Redação | 05/08/21 - 18h18 - Atualizado em 05/08/21 - 18h37
Polícia Civil investiga mais um caso suspeito de abuso sexual no interior de Alagoas | Arquivo

A investigação em torno da suspeita de abuso sexual envolvendo um comerciante de 51 anos, três adolescentes e uma criança, em União dos Palmares, Zona da Mata alagoana, ganhou um novo capítulo nesta quinta-feira (05). É que os advogados responsáveis pela defesa do suspeito do crime cometido em um motel daquela cidade decidiram abandonar o caso.

A informação foi confirmada em entrevista do advogado Willian França ao portal BR104. A alegação é de que o caso reúne muitas informações controversas e depoimentos desencontrados. O suspeito nega as acusações, mas o delegado Edberg Sobral, titular do 114º Distrito Policial (DP), não descarta pedir sua prisão preventiva.

Segundo o delegado, as vítimas seriam uma menina de 10 anos e uma adolescente de 14 anos, levadas pelo suspeito para o estabelecimento comercial, onde oferecera comida e dinheiro às meninas. Ele confirmou à polícia que mantém um relacionamento com a irmã mais velha das menores, uma jovem de 17 anos, que está grávida do comerciante e, inclusive, tentou convencê-la a abortar a gestação - conforme denúncia da adolescente.

A polícia apura, ainda, se o crime – que teria sido presenciado por outras duas menores, de 12 e 14 anos – foi consentido pelos pais das crianças. O delegado do caso solicitou a realização de exames e, agora, aguarda o resultado dos laudos periciais para comprovar o abuso e concluir o inquérito, remetendo-o ao Ministério Público Estadual (MPE).