Mundo

Atleta do biatlo e dois futebolistas ucranianos morrem no combate com a Rússia

Folhapress | 02/03/22 - 13h07
Reprodução / Twitter

A União Internacional de Biatlo confirmou nesta quarta-feira (2) a morte do biatleta ucraniano Yevhen Malyshev, 19, que servia no exército de seu país no front de combate contra as tropas da Rússia.
O esportista fazia parte da equipe júnior da seleção ucraniana de biatlo e estava combatendo na região de Kharkiv.

"O Comitê Executivo da União Internacional de Biatlo expressa as suas mais profundas condolências pela perda do atleta ucraniano de biatlo Yevhen Malyshev, que morreu nesta semana servindo o exército da Ucrânia. O comitê mais uma vez condena os ataques da Rússia à Ucrânia e o suporte dado por Belarus e reitera sua esperança de um fim imediato para a guerra", disse a entidade em nota.

A União Internacional de Biatlo também anunciou que baniu a participação de atletas russos e belarussos em competições internacionais organizadas pelo órgão.

Na terça-feira (1º), a Fifpro, sindicato mundial dos futebolistas profissionais, comunicou a morte dos jogadores de futebol ucranianos Vitalii Sapylo, 21, e Dmytro Martynek, 25, durante o conflito. Eles defendiam, respectivamente, o Karpaty Lviv e o FC Gostomel. "Que ambos descansem em paz", escreveu a entidade.

Na segunda-feira (28), o COI (Comitê Olímpico Internacional) publicou um comunicado no qual pede aos organizadores de competições internacionais que não convidem atletas russos ou belarussos para participar dos torneios.

O Comitê Executivo da entidade também reforçou o pedido para que eventuais competições que contem com participantes dos dois países não reproduzam o hino nacional ou exibam as bandeiras de ambos, além de não permitir que eles disputem as modalidades sob os nomes "Rússia" e "Belarus".

A Fifa suspendeu a federação russa de torneios organizados por ela. Dessa forma, a Rússia não poderá disputar a repescagem para a Copa do Mundo do Qatar.