Alagoas

Campanha Torcedor Sangue Bom: Hemoal vai sortear camisa oficial e autografada do CSA

Ação iniciada nesta terça (7), ocorre até o dia 30 deste mês, na Unidade Maceió

Josenildo Torres/Ascom | 07/09/21 - 12h08 - Atualizado em 07/09/21 - 12h14
Fotos: Carla Cleto

No mês em que o Centro Sportivo Alagoano (CSA) completa 108 anos, a Unidade Maceió do Hemocentro de Alagoas (Hemoal) promove a Campanha Torcedor Sangue Bom. A partir desta terça-feira (7), feriado da Independência do Brasil e data da fundação do time, os voluntários que doarem sangue estarão concorrendo ao sorteio de uma camisa oficial, autografada pelos craques da atual temporada do Azulão. 

A iniciativa, que ocorre até o dia 30 deste mês, além de homenagear o CSA, que foi criado em 1913 e possui uma das maiores torcidas do futebol alagoano, tem como objetivo contribuir para manter estabilizado o estoque de sangue do Hemoal Maceió. Isso porque, o órgão possui apenas 63% do percentual de bolsas necessário, uma vez que deveria dispor de no mínimo 300 unidades, mas, conta com 190.

“Por meio da parceria com o CSA, vamos promover mais uma ação para formarmos um estoque de sangue estratégico no Hemoal. Para isso, conclamamos a torcida do Azulão para que compareça à Unidade Maceió durante o mês de setembro e comemore os 108 anos do time salvando vidas, comprovando, na prática, que o azulino é torcedor sangue bom”, salienta a gerente do Hemoal, médica Verônica Guedes, ao informar que o sorteio da camisa autografada ocorre às 11h do dia 1º de outubro.

De acordo com o consultor de negócios do CSA, Lucas Ramon, a parceria do Azulão com o Hemoal comprova a responsabilidade social do time com os alagoanos. “O CSA é um patrimônio do povo alagoano e, há mais de 100 anos, através do futebol, considerado a maior paixão nacional, leva alegria a milhares de alagoanos. Por isso, neste mês de aniversário, convocamos nossos torcedores para que compareçam ao Hemoal Maceió, doem sangue e salvem vidas, fazendo jus ao nosso slogan, que é União e Força”, conclama.

Critérios – E para se candidatar à doação de sangue, o voluntário deve ter boa saúde, idade entre 16 e 69 anos e peso mínimo de 50 quilos. É necessário, ainda, comparecer ao Hemoal portando um documento de identificação com foto e usando máscara. Para os menores de 18 anos, é exigido comparecer ao Hemoal acompanhado dos pais ou responsáveis legais, portando os documentos originais. Caso o voluntário tenha contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas, fica impedido de doar sangue. 

Quanto à doação de sangue feminina, é proibida, apenas, se a mulher estiver grávida ou amamentando. E para repetir a doação, as mulheres devem aguardar três meses e os homens só podem doar após dois meses. Caso o voluntário tenha feito uma tatuagem, maquiagem definitiva, micropigmentação ou colocado um piercing, só pode doar sangue após 12 meses.

Covid-19 – Se o candidato à doação foi infectado pelo novo coronavírus, há impedimento de doar sangue pelo período de 30 dias, que devem ser contados após a recuperação. Contudo, se o voluntário teve apenas contato com uma pessoa infectada e não apresente sintomas da Covid-19, basta aguardar 14 dias. No caso dos voluntários que tenham sido vacinados contra a Covid-19, é necessário aguardar um intervalo para doar sangue. No caso da vacina CoronaVac, a doação só deve ocorrer após 48 horas e, no caso dos imunizantes AstraZeneca, Pfizer e Janssen, o intervalo é de 7 dias.