Polícia

Cantor que se envolveu em confusão na porta de boate dá detalhes sobre briga: “Estou com medo”

Theo Chaves | 16/06/24 - 16h29
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O cantor Luan Brandão, que se envolveu em uma confusão na porta de uma boate, na Jatiúca, em Maceió, falou sobre o que aconteceu na noite da última sexta-feira (14). O jovem foi filmado discutindo e trocando agressões com outro homem, que chegou a sacar uma arma e apontar para ele. 

Luan Brandão, que é cantor independente, publicou um vídeo em uma rede social, onde conta que foi convidado por um amigo para fazer uma participação especial em uma das apresentações programadas para acontecer na boate, porém ele acabou sendo agredido pelo proprietário do local.

Acompanhado de um advogado, o jovem também explica que a confusão aconteceu após ele deixar o interior da boate e se dirigir até a área de fumante, onde conversaria com um amigo. Segundo o cantor, o dono do estabelecimento teria achado que ele deixaria o local sem pagar e que isso teria causado a confusão. 

"Eu estava cantando em uma outra casa de shows, na parte baixa de Maceió, e fui naquele local a convite de um amigo meu, para fazer participação em uma apresentação. Eu paguei o valor de R$70 reais para entrar no estabelecimento e, em determinado momento, fui para o lado de fora, para falar com um amigo meu. Eu estava na área destinada aos fumantes, não sai de dentro do local. Nesse momento, veio o dono do estabelecimento, achando que eu queria sair sem pagar", explica o jovem.

Luan ainda afirma ter deixado o celular como garantia de que voltaria para o interior da boate, porém, após a confusão, ele foi colocado para o lado de fora do estabelecimento e teria sido impedido de retornar ao local. 

"Antes de ir para o lado de fora, eu deixei meu telefone como garantia de que voltaria para o interior da boate. Nesse momento, ele me agrediu com um soco no rosto e me tirou à força do estabelecimento. Ele abriu a grade, me colocou para o lado de fora. E quando eu voltei para pegar o meu telefone, ele veio na minha direção e me agrediu. Eu me defendi, ele sacou a arma e atirou em mim. Estou constrangido, estou com medo e nervoso, mas eu já fui na delegacia e registrei um boletim de ocorrência", finalizou. 

Em nota encaminhada à reportagem do TNH1 nesse último sábado (15), o estabelecimento informou que está apurando situação. A boate ainda disse que não possui seguranças armados. Veja na íntegra:

"Informamos por meio desta que estamos buscando maiores informações sob o ocorrido na noite/madrugada de hoje em frente ao nosso estabelecimento.

Emitiremos uma nota formal em breve, visto que estamos apurando a identificação dos envolvidos, se todos clientes ou se há seguranças que participaram do evento registrado. Ressaltamos que zelamos pela segurança de nossa clientela e não utilizamos segurança armada."

Polícia investiga o caso

A Polícia Civil de Alagoas instaurou um inquérito para apurar a confusão registrada em uma boate Jatiúca, em Maceió, na última sexta-feira (14).  De acordo com a Delegada Luci Mônica, o homem que aparece nas imagens em posse da arma já foi identificado. Ele e a outra pessoa envolvida na confusão serão intimidados a prestarem depoimentos.