Interior

Cãozinho com máscara passeando com dono viraliza e encanta internautas em Arapiraca

Gilson Monteiro | 28/07/20 - 08h55 - Atualizado em 28/07/20 - 13h31

Enquanto muitos ignoram o uso de máscara mesmo com mais de 50 mil casos de covid -19 confirmados no estado, algumas levam a proteção tão a sério que nem mesmo os animais de estimação escapam.  

Em Arapiraca, Agreste do Estado, um simples passeio de um cãozinho com seu dono ganhou as redes pelo fato de ambos estarem usando máscara de proteção. Exagero? O certo é que o vídeo viralizou e a atitude do senhor Cícero Tenório, de 78 anos, morador do bairro Brasília sensibilizou os internautas. Os que conhecem o "Seu Cícero" já sabem que ele não desgruda da cadela "Laila" e em meio à pandemia o amor é desmonstrado na proteção ao animal de estimação.

O TNH1 conversou pelo Instagram com o neto do Cícero, Deywysson Cavalcante, que contou do apego do cãozinho com o dono. "Laila é filhote de um outro cachorro que ele tinha. Além de andar de máscara, ela faz várias outras coisas ensinada pelo meu vô. Os dois são um amor um com o outro", comentou. 

A grande maioria dos internautas achou "fofo", e não economizou nos elogios; "Quem ama cuida", disse uma jovem. "Mais civilizado do que muita gente", disparou outro.  "Mais consciente do que o presidente", ironizava um outro comentário. 

No final, o importante foi a mensagem de prevenção do Cìcero, contra um vírus que já matou mais de 1500 alagoanos. 

Confira o vídeo, postado no @arapiracadodeboche , perfil que mostra o cotidiano da segunda maior cidade do estado.


Mas Afinal, cães e gatos podem contrair o novo coronavírus? E transmitir Covid-19? 

Em um dos comentários no vídeo do Cícero, uma internauta comentou que a máscara na cadelinha seria "desnecessária", já que os cães não pegariam covid.

A preocupação da internauta suscita um questionamento comum nesses tempos do novo coronavírus. . 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS),  até o momento, não há evidências de que cães ou gatos podem ter sintomas de Covid-19, como humanos. Da mesma maneira, organizações são taxativas em dizer que não há qualquer indício que uma vez infectados, animais possam passar o vírus à frente, contaminando seus donos. Ou seja, o que se sabe é que pets apenas carregam o vírus. Como não espirram ou tossem, eles servem apenas como reservatórios.

Mas Cuidado. Há um outro problema: uma pessoa pode espirrar e contaminar o pelo de seu animal – que, depois, pode ser afagado por um terceiro e deixá-lo doente. É mais ou menos o que acontece com o compartilhamento de objetos, como copos e talheres, ou contato com superfícies contaminadas de antemão.

OMS: câes não contaminam diretamente mas podem "transportar" vírus (Foto: Blog da Clau Soares)