Brasil

Com paixão não correspondida, jovem mata amiga e diz que foi acidente

24/11/15 - 17h01

Marielle tinha 18 anos (Crédito: Reprodução)

Marielle tinha 18 anos (Crédito: Reprodução)

Um jovem confessou ter atirado contra a cabeça de Marielle Vieira, de 18 anos, na noite da última sexta-feira (20), na cidade de Ivinhema, cerca de 240 km de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. De acordo com informações do portal Diário Digital, Caio Staut, de 19 anos, era amigo da vítima e teria revelado que era apaixonado por Marielle. No entanto, o sentimento não era correspondido.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Ricardo Cavagna, o jovem confessou o crime.


— O Caio confessou que realmente a morte de Marielle se deu em razão de um disparo por ele efetuado. Ele alegou que o tiro foi acidental, que não foi intencional. Staut afirmou em depoimento à polícia que ele e a vítima estavam na casa de Marielle se arrumando para ir para a casa de um amigo. Ele disse ainda que tinha outro adolescente no local.

O jovem relatou que foram se arrumar — um em cada cômodo da casa. Nesse momento, Marielle teria ido ao banheiro para retocar a maquiagem e o cabelo quando ocorreu o disparo do revólver calibre 38, acertando a cabeça da vítima.

Marielle foi encontrada no banheiro da casa e, segundo a polícia, era filha de um policial militar aposentado. Ainda de acordo com a polícia, Staut indicou o local da arma e ainda isentou o outro adolescente do crime.

O jovem foi atuado por homicídio doloso.