Alagoas

Combate à Covid-19: governo amplia leitos e testes e cria centrais de síndromes gripais; veja medidas

Gilson Monteiro e Eberth Lins | 06/01/22 - 17h36 - Atualizado em 06/01/22 - 19h01
Foto: Reprodução

Um retorno a um cenário de crescimento dos casos de Covid-19, já com registro do aumento na ocupação dos leitos, acendeu o alerta das autoridades de Saúde de Alagoas, e nesta quinta-feira, 06, o governador Renan Filho (MDB) anunciou uma série de medidas para conter o avanço da doença. 

Em entrevista coletiva, o governador anunciou a distribuição de testes rápidos para detecção da Covid e a ampliação no número de leitos para pacientes com Covid e Influenza, além da implantação de centrais especializadas em atendimento de síndromes gripais, que serão instaladas em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da capital.

"As centrais de síndromes gripais vão tirar do mesmo ambiente pessoas com síndromes gripais e Covid, aumentando a capacidade resolutiva das UPAs. Vamos dobrar a capacidade de leitos em nossos hospitais. E estamos recomendando a reabertura das unidades sentinelas, que são unidades responsáveis para identificar os casos e encaminhar para as redes. Há uma portaria do Ministério da Saúde que credenciou e liberou recursos para o financiamento das unidades", disse o governador. Confira todas as medidas: 

► Distribuição de 150 mil testes rápidos para os municípios (a partir desta sexta-feira,07);

► Instalação de quatro centrais especializadas em síndromes gripais nas UPAs ( a partir da próxima semana);

► Ampliação de leitos para pacientes com Covid19 e Influenza;

► Divulgação diária pela Sesau da cobertura vacinal de cada município alagoano;

► Aquisição de 30 ambulâncias que já serão disponibilizadas a partir desta sexta-feira, 07;

► Recomendação para reabertura de unidades sentinelas nos municípios, responsáveis por identificar casos de síndromes gripais e direcionar os atendimentos.

Aumento dos casos de Covid - Quem acompanha os boletins da Sesau pela imprensa já percebeu o aumento no número de casos de Covidque começa a preocupar governo e população, como ressaltou, na coletiva de hoje, o técnico da Sesau, Charles Barros. "Na nossa melhor fase, vínhamos com 10 casos por dias evidenciando que estávamos com baixa circulação do vírus, mas de ontem para hoje já foram confirmados 60 novos casos e isso tende a aumentar", disse.

Carnaval - Com relação aos eventos ligados ao Carnaval, o governador disse que ainda não tomou uma decisão, o que deve ser feito após estudos de medidas que deverão valer para janeiro, fevereiro e para os dias que seriam de folia. Até esta quinta-feira, 06, a capital, Maceió, e mais 11 municípios já cancelaram o Carnaval de rua, mas o que tem sido motivo de polêmica são os eventos privados. 

"A sensação é de que eventos com grandes aglomerações não são recomendáveis agora, mas vamos avaliar o comportamento do vírus a partir dessas medidas e, no início da próxima semana, tomar decisões com relação a eventos", disse o governador.

Assista à coletiva na íntegra: