Alagoas

Covid: ocupação de UTIs em Maceió cai para 71%; interior tem reforço com novos leitos

Redação TNH1 | 24/06/21 - 16h56 - Atualizado em 24/06/21 - 17h33
Márcio Ferreira / Agência Alagoas

A ocupação dos leitos exclusivos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid-19 teve queda em Alagoas. O relatório de hoje da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) mostra que Alagoas está com 77% de ocupação de UTI, sendo 71% em Maceió e 84% no interior.

A diminuição mais evidente acontece na capital, onde estão ocupados 156 dos 220 leitos. Houve um leve desafogo principalmente nos dois principais hospitais referências de Covid em Maceió, que estavam lotados durante alguns dias. O Hospital da Mulher tem 66 pacientes internados nos 74 leitos disponibilizados, enquanto o Hospital Metropolitano está com 53 das 69 UTIs ocupadas.

Já no interior, que ganhou um reforço de 10 novos leitos com a inauguração do Hospital Regional do Alto Sertão, em Delmiro Gouveia, a situação segue com números preocupantes. Coruripe e São Miguel dos Campos estão com 100% dos leitos ocupados. Arapiraca e Santana do Ipanema têm apenas duas vagas livres. Veja a lista detalhada. 


Comparativo mostra os dados de hoje com os do relatório de um mês atrás (Foto: Reprodução/Sesau)

Decreto flexibilizado 

O governador de Alagoas Renan Filho (MDB) confirmou, em Tweet no início da manhã da quarta-feira (23), que o novo decreto emergencial de combate à Covid-19 entra em vigor na próxima sexta-feira (25) com uma maior flexibilização para o setor econômico. O gestor do Estado anunciou a ampliação do funcionamento de shoppings, comércio, bares e restaurantes, além do acesso livre para praias, lagoas e rios.

De acordo com Renan Filho, os horários de shoppings e comércio seguem os mesmos, e a única alteração seria a retirada da limitação de dias para abertura dos centros comerciais, como havia sido determinado anteriormente pelo decreto.

Sobre os bares e restaurantes, o governador adiantou que eles vão poder ficar abertos de segunda à sexta-feira até às 22h, e nos finais de semana e feriados até as 20h. Também vai estar permitido o acesso da população a praias, lagoas e rios.