Futebol

CRB avança na Copa do Brasil após bater o Palmeiras nos 90 minutos e nos pênaltis

TNH1 com Futebol Interior | 10/06/21 - 07h00 - Atualizado em 10/06/21 - 10h12
Marcos Ribolli/Reprodução GE

O CRB eliminou o Palmeiras da Copa do Brasil na noite dessa quarta-feira, 09. Diogo Silva, o goleiro regatiano, foi o grande nome da partida e da disputa por pênaltis. A atuação histórica do atleta garantiu ao Galo a vitória por 1 a 0 no tempo regulamentar e a classificação nas penalidades máximas (4 a 3) para as oitavas de final do torneio nacional, em pleno Allianz Parque.

Ao time do técnico Abel Ferreira não adiantou nada ter finalizado mais de 30 vezes no jogo e ter tido média de 70% de posse de bola. "Tenho muitos parentes palmeirenses. Daqui a pouco estou no grupo aí, me aguarde", brincou o herói Diogo Silva ao final da partida.

GOL RELÂMPAGO

Uma justificativa para tamanha dificuldade em vencer foi que o Palmeiras teve uma dezena de desfalques. Mas tem dias que a bola teima em não entrar de um lado. O CRB surpreendeu o Palmeiras logo no início. Após chutão do goleiro Diogo Silva, houve desvio e a bola sobrou para Diego Torres. Ele avançou e tocou para Ewandro, que bateu na saída de Weverton para abrir o placar.

Atrás do placar, o time paulista acabou tomando conta do jogo e foi desperdiçando uma oportunidade atrás da outra. Na melhor delas, Rony recebeu de Mayke, dominou no peito e chutou. A bola desviou em Diogo Silva e só não entrou pois Gum afastou e cima da linha. Victor Luis também teve a chance de marcar, mas viu Diogo Silva fazer uma grande defesa.

Com o CRB todo recuado, o Palmeiras começou a tentar de fora da área, principalmente, com Gustavo Scarpa e Raphael Veiga, este último obrigou Diogo Silva fazer um milagre.

NADA DE GOLS

No segundo tempo, o Palmeiras foi para cima, ficou com a posse de bola, mas encontrou dificuldade para criar e ficou na esperança de um arremate certeiro de Gustavo Scarpa, que abusou dos chutes de fora da área, mas sem sucesso.

Do outro lado, Diego Torres era o jogador mais perigoso. O meia quase deixou o seu ao exigir grande defesa de Weverton. A resposta foi com Breno Lopes. O atacante recebeu de Wesley, na marca do pênalti, e, novamente, o time alviverde parou em Diogo Silva. Na sobra, Marcos Rocha ganhou escanteio.

Nos minutos finais, foi pressão total do Palmeiras, que não conseguiu evitar os pênaltis. Breno Lopes chegou a marcar, após tentativa de Marcos Rocha e ótima defesa de Diogo Silva, mas o árbitro pegou impedimento e anulou o lance.

PÊNALTIS

Nos pênaltis, o Palmeiras converteu apenas com Willian e Gustavo Scarpa. Lucas Lima e Breno Lopes pararam em Diogo Silva, enquanto Luiz Adriano, que poderia ter decidido a classificação, carimbou o travessão.

O CRB também fez apenas dois, com Diego Torres e Hyuri, uma vez que Guilherme Romão carimbou o travessão, Reginaldo ficou em Weverton e Dudu mandou para fora.

Nas alternadas, Carlos Jatobá e Diogo Silva converteram, Victor Luis também, mas Marcos Rocha viu o goleiro do CRB se transformar no grande herói da partida ao segurar mais uma.

Veja o momento da decisão nos pênaltis, com imagens da RecordTV São Paulo e narração de César Pita, da Pajuçara FM 103,7 Maceió: