Interior

IML confirma que menino achado morto preso a arames no Rio Jacuípe foi vítima de afogamento

Eberth Lins | 08/09/20 - 11h49

Na manhã desta terça-feira (08), o Instituto Médico Legal (IML) confirmou que a causa da morte do menino John Guilherme Marcelo de Oliveira, de 1 anos e quatro meses, foi asfixia por afogamento.

A criança estava desaparecida e foi encontrada morta presa a arames farpados às margens do Rio Jacuípe, no município de Ibateguara, na manhã dessa segunda-feira (07).

O corpo do menino foi trazido para a sede do IML, em Maceió, onde passou por exame de necropsia.

À polícia, o pai da criança informou que saiu de casa para trabalhar no distrito de Canastra levando o menino e o irmão de seis anos.  Ainda segundo relatos do pai à polícia, ele pediu que as crianças retornassem sozinhas, mas o irmão mais novo não chegou em casa.

De acordo com o delegado Igor Diego, que estava de plantão na Delegacia de União dos Palmares, onde o desaparecimento da criança foi registrado no domingo (06), o pai de  John Guilherme pode ser indiciado por homicídio se a investigação constatar que houve negligência.

O caso será investigado pela Delegacia de Ibateguara. O TNH1 tentou falar com o delegado responsável pelo caso, mas não conseguiu contato até a publicação desta matéria.