Brasil

Jornalista da Globo News nega autoria de áudio contra presidente Dilma

12/04/16 - 20h26 - Atualizado em 12/04/16 - 20h29
Reprodução

Desde esta última segunda-feira (11), um áudio com críticas ao PT e menções à suposta compra de votos no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff foi atribuído à jornalista Cristiana Lôbo, da Globo News.

O áudio foi compartilhado no WhatsApp e gerou polêmica nas redes sociais. "A coisa tá se desenhando de uma forma aqui em Brasília que eu não sei se vai ter esse impeachment", afirma a gravação, que pode ser ouvida aqui.

Em outro trecho, a mulher diz que a população precisa ficar vigilante: "Se a população não ficar vigilante, não começar a ir pras ruas sem parar, vai mudar isso ainda. Eles tão enfiando dinheiro na ordem de R$ 1 milhão para quem votar contra o impeachment e R$ 400 mil para quem... Isso é verdade. Eles tão injetando dinheiro".

Após a repercussão do caso, a jornalista usou seu perfil no Twitter para negar a autoria do áudio: "Registro importante: circula por aí um áudio atribuído a mim sobre convocação para manifestações políticas. Não sou eu. Não tive tal conversa".

Além disso, durante sua programação, a Globo News também tem negado que este áudio seja de Cristiana Lôbo, que é uma das repórteres políticas de maior credibilidade da emissora.