Gente Famosa

Luciana Vendramini desabafa sobre TOC: "Meus banhos demoravam 10 horas"

31/01/17 - 18h40 - Atualizado em 31/01/17 - 20h56

A atriz Luciana Vendramini participa nesta terça-feira (31) do talk-show "Luciana By Night", na RedeTV!. No bate-papo, ela relembra momentes de sua carreira e desabafa sobre o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), que desenvolveu aos 26 anos.

Hoje com 46, ela conta como desconbriu a doença: “Estava andando de bicicleta na Lagoa [Rodrigo de Freitas, no Rio] e parei. Senti um medo incontrolável e até cheguei a achar que pudesse ser um ataque de pânico, mas não. Naquele momento, estava refém de um pensamento que dizia "eu só vou sair daqui depois que passaram três pessoas vestindo camiseta amarela". Então fiquei lá e comecei a chorar”.

Luciana compartilha ainda outros momentos causados pelo TOC. “Cheguei a ficar 26 horas parada embaixo de um fio de alta tensão tentando atravessar a rua e meus banhos demoravam cerca de 10 horas. A gente adquire manias e fica com uma eterna dúvida. Dizem que ele [TOC] vem pra mascarar alguma dor que a gente não consegue falar sobre”, desabafa ela, que diz ter tido dificuldades para trabalhar e sofria com preconceito.

Vendramini também lembra a polêmica que causou ao ser capa da Playboy aos 16 anos e confessou que se assustou com a repercussão. “Corriam atrás de mim na rua, dormiam na porta da minha casa, se vestiam de entregador de pizza e ainda tive que mudar de apartamento duas vezes. Aquilo tudo foi algo que eu não esperava, já que me achava sem graça perto dos padrões que via. Então eu não entendia aquele assédio todo”, conta.

Atualmente diretora executiva de um site sobre relacionamentos, Luciana ainda opina sobre traição e diz que os homens costumam “deixar pistas”: “A mulher evoluiu muito ao longo dos anos. Consegue articular melhor as situações e fazer tudo ao mesmo tempo, então a gente consegue esconder melhor as coisas. Já os homens, eles são bobos. Deixam pistas”.