Brasil

Mais uma parcela do auxílio emergencial será paga nesta segunda; saiba quem recebe

Notícias Concursos | 29/06/20 - 07h48 - Atualizado em 29/06/20 - 07h49
EBC

Começa hoje, dia 29 de junho, o saque da 3ª parcela do auxílio emergencial de R$600. Nesta segunda, recebe os beneficiários do Bolsa Família que têm o NIS (Número de Identificação Social) terminado em 9. Quem tem NIS com dígito final entre 1 e 8 já teve o benefício pago e continua podendo sacar seu dinheiro.

Nesta segunda-feira (29), os saques só poderão ser feitos por cadastrados no Bolsa Família. O calendário de depósito do auxílio para os informais e demais beneficiários do auxílio emergencial de R$600 recomeça amanhã, dia 30 de junho, para aniversariantes de março e abril.

O calendário de pagamento para quem está no programa Bolsa Família é diferente daquele para quem se inscreveu por meio do aplicativo da Caixa ou pelo site, ou que estava no Cadastro Único.

O saque é liberado diariamente a um novo grupo dos inscritos no Bolsa Família, de acordo com o Número de Identificação Social – NIS:

  • NIS 1: 17 de junho (quarta)
  • NIS 2: 18 de junho (quinta)
  • NIS 3: 19 de junho (sexta)
  • NIS 4: 22 de junho (segunda)
  • NIS 5: 23 de junho (terça)
  • NIS 6: 24 de junho (quarta)
  • NIS 7: 25 de junho (quinta)
  • NIS 8: 26 de junho (sexta)
  • NIS 9: 29 de junho (segunda)
  • NIS 0: 30 de junho (terça)

O cronograma para beneficiários que fizeram o cadastro pelo aplicativo ou pelo site oficial ou quem é inscrito no Cadastro Único ainda não foi divulgado.

Para os demais

Começou no último sábado, 27, o calendário oficial de pagamentos da 3ª parcela do auxílio emergencial, pago no valor de R$600. De acordo com o calendário oficial da 3ª parcela de pagamentos, o dinheiro vai ser depositado nas contas da poupança social digital para pagamento de contas, boletos e compras por meio do cartão de débito digital.

Para quem deseja aguardar o saque em dinheiro, os pagamentos vão começar no dia 18 de julho. O calendário segue até 19 de setembro.

O presidente afirmou que o Governo Federal avalia a prorrogação do auxílio emergencial, com o pagamento de três parcelas adicionais, nos valores de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.