Brasil

Ovos de crocodilos do Período Cretáceo são encontrados no interior de SP

Uol | 12/06/21 - 17h54 - Atualizado em 12/06/21 - 17h59
Cedida/Willian Roberto Nava

Foi anunciada nesta semana a descoberta de cerca de 20 ovos fossilizados de crocodilos, pertencentes à Era dos Dinossauros. Os itens foram encontrados no sítio Paleontológico de Presidente Prudente (SP) no mês de fevereiro, mas apenas agora, após realização de estudos, é que houve a divulgação.

Em contato com o UOL, o pesquisador Willian Roberto Nava conta que os ovos foram encontrados incrustados na rocha. "Ele estava coberto de areia que virou rocha e preservou o material", relata.

Ele diz ainda que as rochas foram levadas para o Museu de Paleontologia em Marília (SP) para vários tipos de análises e estudos e foi neste ponto a confirmação de que se tratava de uma ninhada. "Pela estrutura, da para saber que eram ovos fossilizados e numa análise preliminar foi confirmado que eram de crocodilos, sem saber a espécie ainda", acrescenta.

Da era dos dinossauros

A espécie de crocodilos ainda não foi identificada e estudos seguem para tentar realizar a identificação, mas ficou claro que trata-se de ovos de animais pertencentes ao Período Cretáceo, ou seja, entre 70 e 80 milhões de anos. O próprio Nava confirmou a informação.

"Para saber qual a espécie será preciso extrair uma parte da casca para análise laboratorial, o que vai ocorrer nos próximos meses. Isso porque não haviam crânios para ajudar na identificação", completa.

A descoberta ocorreu no Sítio Paleontológico de Presidente Prudente, que já é conhecido internacionalmente depois de ter recebido pesquisadores de diversas partes do mundo, inclusive EUA e Argentina e que abriga fragmentos históricos em suas rochas.

O local foi descoberto há 15 anos pelo próprio Nava, que estava nas proximidades para a realização de escavações e acabou localizando as rochas com os fósseis. Por se tratar de um local rico em material histórico, a prefeitura de Presidente Prudente realizou o tombamento do local em 2020.