Alagoas

Parada emergencial em sistema de água afeta 18 cidades de Alagoas

Assessoria | 27/10/21 - 13h15 - Atualizado em 27/10/21 - 13h15
Reprodução / Casal

O Sistema Coletivo da Bacia Leiteira, que fornece água para 18 cidades da região, teve suas atividades temporariamente suspensas nesta quarta-feira (27), em virtude de uma parada emergencial. A medida foi tomada para que sejam retirados vazamentos que surgiram na adutora e nas torres de amortecimento unidirecionais, conhecidas como TAU’s, bem como para que sejam feitas vistorias em componentes elétricos.

Também vão ser corrigidas alterações identificadas em estruturas chamadas de ventosas, que fazem parte da adutora-tronco, que leva água da captação, em Pão de Açúcar, até um reservatório-pulmão situado em Olho D’água das Flores. Os componentes elétricos a serem vistoriados ficam nas duas Estações Elevatórias de Água (EEAT’s) pelas quais passa a adutora-tronco.

A previsão dos técnicos da Unidade de Negócio Bacia Leiteira, da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), é concluir o serviço às 19h de hoje, a partir de quando o abastecimento voltará ao normal gradativamente, devendo estar totalmente regularizado em até 48 horas.

Ou seja, algumas cidades que estão mais próximas do reservatório-pulmão recebem água primeiro, enquanto outras vão recebendo em seguida à medida que o líquido é bombeado e vai preenchendo as adutoras e suas ramificações, bem como os demais reservatórios.

São as seguintes as cidades atendidas por esse sistema: Batalha, Cacimbinhas, Carneiros, Dois Riachos, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Isidoro, Maravilha, Monteirópolis, Olho d’Água das Flores, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Pão de Açúcar, Poço das Trincheiras, Santana do Ipanema, São José da Tapera e Senador Rui Palmeira.