Interior

Sem máscara, passageiros não podem embarcar em transporte intermunicipal, alerta sindicato

João Victor Souza e Gilson Monteiro | 05/08/20 - 12h15 - Atualizado em 05/08/20 - 12h30
Cortesia ao TNH1

O transporte intermunicipal voltou às atividades no último dia 29 de julho sob o protocolo sanitário que define normas de distanciamento social, conforme decreto do Governo do Estado.

Entre as regras está o uso obrigatório de máscaras de proteção para todos, do motorista a passageiros. 

Apesar de a maioria se proteger contra o vírus que já matou 1.621 alagoanos (até essa terça-feira), ainda há quem resista ao uso do acessório que protege contra o novo coronavírus. E nesse caso, o passageiro não pode embargar nas vans e microônibus. 

O alerta é do presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas, Maércio Ferreira. "Ainda há passageiros que chegam sem máscara. Nesse caso orientamos a usar. Os que insistem não podem entrar no veículo. Inclusive a partir de agora os motoristas estão usando, além da máscara, o face shield [protetor para o rosto]", explica presidetne da entidade.

E quem não tiver com máscara não poderá ter mais desculpas a partir da próxima semana. Segundo Ferreira, o Governo do Estado vai disponibilizar 30 mil mascaras descartaveis para ficar de reserva, para os passageiros que chegarem sem o apetrecho

"E a Arsal vai disponibilizar seis bombas pulverizadoras, para higienizar os veículos, que vão ficar em Porto Calvo, Arapiraca, União dos Palmares, Santana do Ipanema e no terminal rodoviario de Maceió, e região metropolitana (revezamento entre cidades)", disse o presidente do sindicato.