Brasil

Sobe para oito o número de mortos em naufrágio de barco na Baía de Todos os Santos

Estadão Conteúdo | 23/01/24 - 08h30
Reprodução / TV Globo

O Corpo de Bombeiros da Bahia localizou na manhã desta terça-feira, 23, os dois corpos das vítimas que estavam desaparecidas, uma menina de 7 anos e um homem de 42, desde domingo, 21, após o naufrágio de um barco na Baía de Todos os Santos. A informação foi confirmada pelo Departamento de Polícia Técnica do Estado da Bahia (DPT). O total de mortos no acidente chegou a oito.

Segundo os Bombeiros, o corpo da criança foi localizado próximo à Ilha de Maria Guarda. Posteriormente, por volta das 6h30, a equipe de busca localizou o outro corpo na mesma região. Ambos foram deixados sob os cuidados de DPT para demais procedimentos legais.

As buscas ainda continuam no local, de acordo com a corporação, embora em menor intensidade. Não há informação oficial se ainda há pessoas desaparecidas. "Oficialmente mais nenhum desaparecido Estamos aguardo se alguma família reclama outro desaparecido, por isso permanecemos na região."

Relembre o acidente

Conforme a prefeitura de Madre de Deus, a tragédia aconteceu por volta das 22h na Baía de Todos os Santos, quando a embarcação realizava a travessia entre Ilha de Maria Guarda e Madre de Deus, na região metropolitana de Salvador, na Bahia.

Outras cinco pessoas foram resgatadas e receberam atendimento médico. Todos os passageiros eram amigos e familiares. Embora tenha deixado o local do acidente logo após o ocorrido, o condutor do barco já foi identificado pela Polícia Civil e deverá prestar depoimento ainda nesta segunda.

A Capitania dos Portos afirma que o barco, denominado "Gostosão FF", realizava transporte de passageiros de forma irregular, entre a Ilha de Maria Guarda e Madre de Deus, um trajeto considerado pequeno, de cerca de 1,5 km.

A embarcação estava acima da sua capacidade, que seria de até 11 pessoas, mas, no momento, transportava mais de 15. O barco tinha autorização para trafegar somente até as 19h30, mas o acidente aconteceu às 22h, pouco depois de o saveiro ter deixado a Ilha de Maria Guarda, onde acontecia uma festa de verão.

Segundo testemunhas, houve uma confusão entre alguns ocupantes, e as demais pessoas teriam corrido para o lado oposto, fazendo com que o barco virasse. Os sobreviventes e cinco mortos foram resgatados ainda durante a noite de domingo. Na manhã de segunda-feira, foi encontrado o corpo da sexta vítima. Nesta manhã de terça, outras duas vítimas foram localizadas.

Os órgãos envolvidos na apuração ainda não sabem precisar o real motivo do acidente, e informam que somente após o inquérito aberto pela Marinha será possível determinar as causas da tragédia.

A 17ª Delegacia Territorial (DT/Madre de Deus) apura o naufrágio da embarcação tipo saveiro. "As guias periciais e de remoção foram expedidas. Diligências investigativas estão sendo realizadas para apurar a circunstâncias, para as possíveis responsabilizações pelo naufrágio", acrescentou a Polícia Civil da Bahia. Colaborou Heliana Frazão.