Mercado de Trabalho

Startup de saúde vai abrir 100 vagas com home office em 2021

Os candidatos fora de São Paulo poderão atuar remotamente para sempre e a ida ao escritório não será mais obrigatória após a pandemia

Exame | 03/03/21 - 13h06 - Atualizado em 03/03/21 - 13h13
Foto: Divulgação / Bionexo

A Bionexo já é responsável por mais de R$ 12 bilhões em transações no mercado de saúde dentro de sua plataforma -- e seu plano é expandir. Para continuar crescendo em 2021, eles precisam aumentar a equipe de tecnologia.

A startup conta com 480 funcionários, com 380 deles no Brasil e o restante na Argentina, Colômbia e México. E eles vão abrir mais 100 vagas de emprego ao longo do ano.

Todos estão operando em trabalho remoto e devem permanecer dessa forma até que a cidade de São Paulo entre na zona verde no controle da pandemia. Depois disso, a ida ao coworking onde fica o novo escritório da empresa será opcional.

Os candidatos fora de São Paulo poderão atuar remotamente mesmo após a pandemia. Além disso, a empresa possui horários flexíveis e oferece benefícios como Gympass, programa de bônus e programa de saúde mental.

Segundo Rafael Barbosa, CEO da Bionexo, a empresa é referência na digitalização do setor de saúde e quer crescer para atender os novos desafios do setor esse ano. “Estamos em busca de profissionais arrojados, curiosos e que atuem de maneira colaborativa com foco em resultados", afirma.

As vagas vão abrir ao longo do ano, mas o site de carreiras da empresa já disponibiliza ao menos 20 novas oportunidades. As posições serão para vários níveis de carreira e especialidade, com cargos para engenharia de dados, finanças e desenvolvedor, entre outros.

Confira mais informações e se inscreva aqui.