Televisão

Tadeu Schmidt denuncia transfobia sofrida por Linn da Quebrada no BBB22

Observatório da TV | 25/02/22 - 09h27

Não foi a primeira vez que Linn da Quebrada sofreu transfobia no BBB 22. Alguns participantes como Eslovênia, Gustavo, Rodrigo, Laís, Lucas entre outros trocaram o pronome da participante que, até na quinta-feira (24) não havia se incomodado com o acontecido.

Mas quando foi a vez de Lucas, a sister desabou, afinal, ele é um de seus amigos e aliados dentro da casa. Jessilane tentou amenizar o lado do brother, mas o que ela esqueceu é que o comentário feriu diretamente a sua amiga dentro da casa e quem precisava de compreensão era ela.

No programa de quinta-feira (24), Tadeu Schmidt não deixou o momento ocorrido na madrugada passar em branco: “A gente vem acompanhando desde o início da temporada, alguns participantes utilizando o gênero errado para se referir à Lina. Usando palavras no masculino e isso aconteceu várias vezes”, começou o apresentador.

E ele finaliza, lembrando que, até o momento, ela nunca havia mostrado emoções negativas ou sofrimento: “A Lina sempre levou com leveza e corrigiu o pessoal. Mas ontem, depois de mais um episódio, ela ficou muito chateada”. A edição mostrando toda a situação.

Como conforme já foi falado, o país é o primeiro no ranking mundial que mais mata transexuais e travestis: em 2020 aproximadamente 175 mil LGBTQIA+ mortos por crimes de gênero: “Há uma construção do gênero, que aprisiona quase todas nós, por isso, pra mim, ser travesti me liberta, porque é quando eu posso ser, o que eu quiser ser, eu não preciso nem necessariamente, querer parecer ser uma mulher cisgênero”, disse Linn em certa oportunidade.