Brasil

Thereza Collor comenta novo impeachment

18/04/16 - 13h01 - Atualizado em 18/04/16 - 13h05
Estadão

“Quase um quarto de século depois e a classe política continua fazendo leilões e priorizando seus interesses pessoais. Ninguém olha a Nação”.

Com essa frase Thereza Collor resumiu, ontem seu sentimento em relação à votação na Câmara, que acompanhou atentamente em casa de amigos. Ela falou ao blog Direto da Fonte, do Estadão. “Dilma cai por falta de projeto para o País. Collor também não tinha”, compara a musa do impeachment de Fernando Collor.

Qual a grande diferença? ” Eu não tinha maturidade e o País tampouco. Estamos mais amadurecidos, mas também mais amargurados”.

Como vê o novo governo que poderá vir? “Se Temer for empossado, espero que ele supere a tradicional visão personalista de nossos presidentes e declare que não é candidato à eleição de 2018. E que também é contra a reeleição. Assim terá chance de promover alguns avanços”.