Justiça

Vídeo: acusado de matar casal e filhos pequenos em Guaxuma vai a júri popular

TNH1 | 25/02/19 - 17h28 - Atualizado em 25/02/19 - 17h38
Daniel Galdino será julgado por juri popular | Arquivo

Acusado de matar quatro pessoas de uma mesma família, entre elas duas crianças, em novembro de 2015, Daniel Galdino Dias será julgado pelos quatro assassinatos por júri popular. Apenas uma criança de cinco anos sobreviveu e reconheceu Daniel como o assassino

A decisão foi do juiz titular da 9ª Vara Criminal da Capital, Geraldo Amorim. A data do julgamento, porém, ainda não foi definida.

A chacina chocou pela violência com que foi praticada. Foram mortos o caseiro Esvaldo da Silva Santos, de 22 anos, Genilza Oliveira da Paz, 27 anos, Estérfany de Oliveira Santos, de 9 anos, e Adrian Guilherme de Oliveira Santos, 2 anos. Segundo o Ministério Público do Estado (MP-AL), um menino de 5 anos, também filho do casal, sobreviveu ao crime e reconheceu o suspeito.

Relembre o caso:

Galdino foi denunciado pelo Ministério Público em março de 2016. Na ação penal proposta, o promotor José Antônio Malta Marques assegurou que o acusado agiu de "forma consciente, voluntária e, com animus necandi, (dolo, vontade, intenção de matar), praticou, com requintes de crueldade, um bárbaro homicídio".