Política

Vídeo: devido a polêmica por sua nomeação, Millane Hora anuncia saída de cargo após uma semana

TNH1 | 23/01/21 - 07h54 - Atualizado em 23/01/21 - 08h30
Reprodução/Instagram

A cantora Millane Hora, nomeada pelo prefeito João Henrique Caldas (PSB) como Assessora Especial de Políticas Sociais, da Prefeitura de Maceió, pediu exoneração do cargo após uma semana. 

A polêmica de sua nomeação se deu devido ao seu relacionamento amoroso com o senador Rodrigo Cunha (PSDB), aliado político de Caldas. De acordo com o Diário Oficial do Município (DOM), Millane Hora receberia um salário de R$11 mil.

Após repercussão negativa sobre sua composição no quadro de servidores comissionados da Prefeitura de Maceió, a artista - que é formada em Direito - resolveu gravar um vídeo, onde informou sua renúncia e exoneração do cargo. Ela alegou ter recebido o convite diretamente do prefeito João Henrique Caldas.

"O convite que eu recebi, pessoalmente do prefeito, foi para que eu fosse ponte da prefeitura com a secretaria. Eu, Millane, trabalharia exatamente com os assuntos que vinha defendendo junto com ele em todas essas oportunidades. E óbvio, eu aceitei o convite na mesma hora. Quando eu fui nomeada, todo esse desconforto aconteceu e eu, até entendo, as questões de algumas pessoas. Mas eu não aceito que me desmereçam e, inclusive, eu exijo respeito como cidadã, mulher e advogada", disse.

Millane lamentou que sua nomeação tenha gerado desconforto ante a sociedade. 

"Eu decido abrir mão dessa oportunidade, apesar de ter certeza da minha competência e da contribuição que eu poderia dar. Sinceramente, é inadimissível que essa questão recaia e coloque em questão a credibilidade construída com tanto trabalho, dedicação e seriedade de outras pessoas que não interferiram na minha decisão inicial de aceitar esse convite. Assim como não interferem na decisão que eu tomo hoje de abrir mão deste mesmo convite", concluiu.