Maceió

Dados mostram os bairros com a maior taxa de assaltos em Maceió em 2020

Agência Tatu | 30/09/21 - 13h00 - Atualizado em 30/09/21 - 13h23
Itawi Albuquerque/TNH1

Entre os 50 bairros da capital alagoana, o Centro de Maceió foi o que registrou a maior taxa de assaltos por 100 mil habitantes em 2020. Foram 192 assaltos no total, mas que, quando comparado à população do bairro, revelam uma taxa de 9.791 assaltos para cada 100 mil habitantes.

Os dados, analisados pela Agência Tatu, são da Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP) e foram cruzados com a estimativa populacional de cada bairro da capital, publicada pelo Tribunal de Justiça de Alagoas, através do relatório Projeções da População Residente dos Municípios Alagoanos e dos Bairros da Cidade de Maceió 2017–2020. De acordo com os dados, a população do Centro de Maceió é de 1.961 habitantes.

Seguindo o ranking, o bairro do Jaraguá apresentou uma taxa de 1.906 assaltos para cada cem mil habitantes. Logo após, Mangabeiras teve uma taxa de 1.648 a cada 100 mil habitantes. Os bairros de Chã da Jaqueira, Chã de Bebedouro e Santo Amaro foram os que apresentaram as menores taxas de assalto na capital. Respectivamente: 159, 135 e 100 assaltos a cada 100 mil habitantes.

Dos tipos de assaltos que ocorreram com mais frequência no Centro de Maceió, 153 foram a pessoas que transitavam a pé,  seguido de 10 roubos a coletivos. Ao analisar os instrumentos utilizados, 44,8% dos assaltos no Centro foram cometidos com porte de arma de fogo. 

COMO DENUNCIAR

Durante todo o ano passado, Maceió registrou 5.071 assaltos. As denúncias de assalto são formalizadas por meio dos boletins de ocorrência, que podem ser realizados nas delegacias da capital e também por meio da Delegacia Virtual do Ministério da Justiça.