Brasil

Gilmar Mendes é eleito presidente do TSE e analisará pedidos de cassação de Dilma

07/04/16 - 11h09 - Atualizado em 07/04/16 - 11h12
Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) escolheu o ministro Gilmar Mendes para ser o novo presidente da Corte e o ministro Luiz Fux para vice-presidente. Os dois são ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

É a segunda vez que Gilmar Mendes ocupará o cargo. A posse de ambos ocorre no dia 12 de maio e o mandato se encerra em fevereiro de 2018.

A escolha foi referendada em uma eleição realizada entre os 7 ministros do TSE: Gilmar Mendes recebeu 6 votos e Luiz Fux, 1 voto.

No comando da Corte, Gilmar Mendes estará à frente da análise das quatro ações que pedem a cassação da presidente Dilma Rousseff e do vice, Michel Temer. Ele é um dos principais críticos do governo PT.

Ele também vai comandar a organização das eleições municipais deste ano e dará andamento a um recadastramento dos eleitores por biometria, com objetivo de estabelecer uma identificação única para os brasileiros.

Na sessão, se apresentou à Corte o novo vice-procurador-geral eleitoral, Nicolao Dino, escolhido na segunda (4) pela Procuradoria Geral da República para representar o Ministério Público junto ao TSE.