Justiça

Homem que matou ex-namorado de companheira é condenado a mais de 29 anos de prisão

João Arthur Sampaio* | 14/06/24 - 07h09
Ascom MPAL

O réu Michel Antunes Rodrigues foi condenado a 29 anos e nove meses de prisão, em regime fechado, pelo assassinato de Cícero Carlos da Silva, ex-namorado da jovem com quem o atirador se relacionava. O crime foi tipificado como homicídio qualificado e aconteceu em uma lanchonete, no bairro do Jacintinho, em Maceió, em 2021. A sentença foi proferida no final da noite dessa quinta-feira (13).

O Ministério Público de Alagoas (MPAL) foi representado no júri pela promotora de Justiça Adilza Freitas, que com provas inquestionáveis nos autos, convenceu o Conselho de Sentença. A sustentação da acusação foi pelas qualificadoras de motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Foram mais de 12 horas entre debates e oitivas de testemunhas para que o Conselho de Sentença votasse pela manutenção da prisão de Michel. “Quando matam um filho, acabam também com os pais, a mãe disse em plenário que perdeu o maior tesouro da vida dela. Não teve mais saúde”, enfatizou a promotora.

A promotora Adilza Freitas apresentou como prova o laudo de confronto balístico confirmando que os projéteis retirados do cadáver da vítima e os estojos recolhidos no local do crime foram deflagrados da arma que foi apreendida com o réu, meses após o homicídio de Cícero Carlos. Além disso, ela mencionou o histórico criminoso do réu, que já havia sido preso por outros crimes, em uma das vezes portando a mesma arma.

“A vítima foi surpreendida por uma descarga de tiros, um crime que revelou a ação fria do acusado simplesmente por ciúmes do ex-namorado da cidadã com quem estava se relacionando naquele momento e, ele, apenas pediu calma. O laudo de comparação balística apontou com precisão a autoria”, frisou.

O caso

De acordo com os autos, no dia 15 de março de 2021, por volta das 2h, a vítima bebia com amigos em uma lanchonete que fica situada na Rua Augusta, no Jacintinho, quando sua ex-namorada, à época namorada do assassino, apareceu tentando reaproximação.

Poucos minutos após, o namorado, Michel Antunes, chegou ao local em um veículo Ford Ranger e, avistando-a, mandou que entrasse no carro para ir embora com ele. Quando a mulher se recusou, ele desceu e iniciou uma discussão com ela. Assim que percebeu a presença da vítima, perguntou se era o ex-namorado dela e a moça ficou calada. Então o acusado foi até Cícero Carlos e perguntou se ele era o ex dela.

A reação da vítima foi a de levantar os dois braços e pedir calma, demonstrando não querer discussão. Mas em resposta recebeu sete tiros. Após os disparos o casal entrou no carro e fugiu.

*Com assessoria