Justiça

Homem que passou mais de um ano preso por furto de botijão de gás é absolvido

07/02/24 - 12h39
Reprodução

A Defensoria Pública do Estado de Alagoas obteve a absolvição de um homem acusado de furtar um botijão de gás, na cidade de Palmeira dos Índios. A decisão foi proferida por meio de sentença judicial na última semana, encerrando um processo que se estendeu por mais de três anos. Durante esse período, o acusado passou pelo menos um ano e quatro meses em prisão preventiva.

Conforme relatado nos autos, na noite de 04 de dezembro de 2021, o homem teria entrado em uma distribuidora de gás em Palmeira dos Índios, furtando um botijão avaliado em R$ 300. Poucos minutos após o ocorrido, ele teria sido abordado por guardas civis, confessando imediatamente o ato e sendo preso em flagrante. No dia seguinte, ele passou por audiência de custódia e teve a prisão preventiva decretada.

A Defensoria Pública apresentou um pedido de habeas corpus ainda em dezembro daquele ano, sob o argumento de que o rapaz não representava risco à ordem pública, e a manutenção da prisão seria desproporcional ao ato cometido. Contudo, o pedido foi negado, e o rapaz permaneceu preso por mais de um ano.

Segundo a Defensoria, a liberdade do homem só foi alcançada em abril de 2023, durante a audiência de instrução, quando a Defensoria Pública solicitou a absolvição do acusado com base na aplicação do princípio da insignificância, levando em consideração a inexistência de impacto significativo e a ausência de razões para a intervenção do Estado no caso.

Depois da soltura, o processo prosseguiu por, aproximadamente, mais nove meses, até a prolação da sentença, que o absolveu do crime e retirou todas as medidas cautelares que ele ainda precisava cumprir, pontuando que o fato praticado pelo cidadão não constituiu uma infração penal.