Alagoas

Isolamento: Maceió passa para fase laranja com abertura limitada do comércio

Gilson Monteiro e Lelo Macena | 30/06/20 - 17h21 - Atualizado em 02/07/20 - 15h49

O último dia de junho marca também o prazo final do decreto emergencial com medidas para combater o novo coronavírus em Alagoas, divulgado no último dia 22.

Na coletiva desta terça-feira, o governador anunciou a renovação do decreto de emergência, com um avanço de fase no isolamento social controlado na capital, que passa da fase vermelha para a fase laranja. Na prática, a medida autoriza a abertura do comércio da capital até 400 metros (não incluindo estabelecimentos em shoppings e galerias), salões de beleza com 50% da capacidade e hora marcada, e o funcionamento de igrejas e templos com apenas 30% da capacidade. No interior, tudo continua como antes. 

'É fundametal a participação do cidadão e do setor produtivo. Não é so abrir as portas. É  abrir as portas sabendo que tem um protocolo a cumprir. Se tiver um retrocesso óbvio que faremos com a mesma naturalidade o caminho inverso. Do jeito que estamos avançando para construir a chegada ao novo normal que seja melhor do que o normal anterior a essa pandemia, se houver piora, a partir de uma decisão, o estado terá sem dúvida alguma a serenidade de tomar uma nova medida a fim de proteger o cidadão do coronavirus", disse taxativo o governador. 

Prazo

Como o decreto de Maceió tem validade até o dia 02, a reabertura só será possível a partir da sexta-feira, 03.

"O estado já muda hoje a bandeira de Maceió de vermelha para laranja, ou seja já permite a retomada, o restabelecimento de algumas atividades não essenciais que eu acabei de citar, mas há um decreto de Maceió até o dia 2. Esse decreto será cumprido até o dia 2 e a partir do dia 3 as atividades podem reiniciar conforme o plano de distanciamento social controlado e seguindo o protocolo sanitário que foi amplamente divulgado para todos e o setor produtivo", disse Renan

Maceió começa a estabilizar número de óbitos

De acordo com os dados epidemiológicos da covid-19 (ver tabela abaixo), Alagoas começa a ingressar numa trajetória descendente de contaminação pelo novo coronavírus, mas isso acontece especificamente na capital.

"Para o interior, a gente mantém a bandeira vermelha porque a doença segue avançando com comportamento no interior distinto do de Maceió. Enquanto em Maceió a gente verifica a queda no número de mortes, a redução da demanda por leitos, a gente observa no interior justamente o inverso. Ainda há uma crescimento do número de morte apesar da última semana ter tido uma pequena redução", disse o governador. 

Assista à coletiva na íntegra: