Justiça

Italiano que matou bacharel de Direito em frente ao Fórum de Maceió vai a júri popular

Paulo Victor Malta | 03/01/22 - 17h47 - Atualizado em 03/01/22 - 18h22

Pasquale Palmieri, o italiano preso após assassinar em março de 2021 o bacharel em Direito José Benedito Alves de Carvalho na entrada do Fórum do Barro Duro, foi pronunciado a júri popular e vai responder pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio contra a advogada e a ex-mulher. A decisão é do juiz Felipe Ferreira Munguba, da 7ª Vara Criminal da Capital. O pronunciamento ao júri foi decidido no dia 17 de dezembro e confirmado hoje com a assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça de Alagoas.

O magistrado também manteve a prisão preventiva do réu. O juiz levou em consideração a ordem pública, indícios de que o italiano pretendia fugir após o crime, além de possíveis ameaças às outras duas vítimas sobreviventes e o fato da ousadia do réu em cometer o crime na frente do Fórum da Capital.   

Entenda o caso - No dia, 9 de março de 2021, conforme consta nos autos, em frente ao Fórum Jairon Maia Fernandes, no bairro Barro Duro, em Maceió, Maricélia Schlemper e seu esposo José Benedito estacionaram o carro e seguiram ao encontro da ex-mulher do italiano, quando o mesmo se aproximou e, ironicamente, cumprimentou a advogada indagando se, naquele dia, chegariam a um acordo.

Em seguida à resposta da advogada, Pasquale sacou um revólver do calibre 32 e mirou em direção à cabeça de sua ex-mulher avisando que “não teria acordo nenhum”. Apesar de puxar o gatilho, a munição pinou. Da mesma forma ocorrendo quando apontou para a advogada Maricélia. José Benedito, vendo a intenção criminosa do italiano, passou à frente de Maricélia, sua esposa, e a empurrou, tirando-a do foco do denunciado, o que reforçou o ódio do denunciado que, dessa vez, ao apertar o gatilho, conseguiu deflagrar dois tiros contra José Benedito, sendo um na mão e outro na região torácica, vitimando-o fatalmente.