Gente Famosa

Justiça investiga denúncia de estupro envolvendo Nick, do Backstreet Boys

Caso foi oficialmente apresentado à Procuradoria de Los Angeles esta semana

03/08/18 - 19h39
Reprodução/VEJA


A Procuradoria de Los Angeles disse na quinta-feira que está sendo analisado um caso de agressão sexual envolvendo Nick Carter, um dos vocalistas da banda Backstreet Boys. O caso foi apresentado à Procuradoria da cidade americana pelo Departamento de Polícia de Santa Mônica na terça-feira, disse Greg Risling, porta-voz do procurador de Los Angeles, sem fornecer mais detalhes.

Representantes de Carter não quiseram comentar a notícia. Em novembro do ano passado, o cantor negou a alegação de que teria estuprado uma cantora pop adolescente há 15 anos, dizendo estar “chocado e triste” com a denúncia.

    Os Backstreet Boys fizeram muito sucesso no final dos anos 1990 e início dos anos 2000. Atualmente, a banda, que tenta se tornar relevante outra vez, está com um espetáculo fixo em Las Vegas.

    Diversas acusações de assédio sexual contra atores, cineastas e agentes continuam a abalar o showbiz desde outubro de 2017, levando à demissão ou renúncia forçada de influentes personalidades. Nos Estados Unidos, o escândalo envolveu políticos, empresários e o ambiente de trabalho no geral, inspirando o abrangente movimento de redes sociais #MeToo.