Brasil

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19

UOL | 03/04/21 - 15h59 - Atualizado em 03/04/21 - 16h47
Foto: Sesc / Divulgação

O cantor e político Agnaldo Timóteo morreu neste sábado (03).

Agnaldo Timóteo Pereira nasceu em Caratinga, Minas Gerais, no dia 16 de outubro de 1936. Iniciou sua carreira artística em programas de calouro na rádio local. Passou a adolescência em Governador Valadares e Belo Horizonte, período este onde ficou conhecido como "Cauby Mineiro".

Já no Rio de Janeiro, continuou se aventurando na carreira artística e chegou a trabalhar como motorista da cantora Ângela Maria. Seu primeiro grande estouro aconteceu no programa Rio Hit Parade, em 1965, que fez despertar o interesse da gravadora EMI-Odeon e consequentemente registrar seus primeiros LPs, como "Surge Um Astro", disco com versões de sucessos internacionais.

Em 1967, lançou "Obrigado Querida", que emplacou o hit "Meu Grito", de Roberto Carlos, onde mostrou a potência de sua voz. Dali em diante sua carreira musical deslanchou, onde iria gravar mais de 50 álbuns nas décadas seguintes.

Tamanha exposição o fez também se arriscar na política. Foi eleito em 1982 deputado federal pelo Rio de Janeiro pelo PDT com 503.455 mil votos. No meio do mandato se desentendeu como Leonel Brizola e transferiu-se para para o PDS, onde tentou se eleger governador do Rio em 1986, mas acabou derrotado.

Depois de disputar a eleição para deputador federal novamente em 1990, assumiu mais um mandato em 1994, e também elegeu-se vereador do Rio em 1996. Posteriormente ainda assumiu mandatos como vereador de São Paulo em 2004 e 2008.

Polêmico, Agnaldo Timóteo deu várias declarações controversas na mídia envolvendo política e sexualidade. Em 2011, no programa "SuperPop", da Rede TV!, se irritou ao ser indicado de que ele seria gay. "Completamente equivocado. Quem conhece, sabe que não. Nem assumido, nem desassumido, sou Agnaldo Timóteo".

Deste então, o cantor seguiu fazendo shows por todo o país. Sua última apresentação agendada seria em Santa Rita de Cássia, a cerca de 160 km de Barreira, que teve que cancelar quando se sentiu mal.

Comunicado da família 

É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo.

Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas.

Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu!

Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações!

A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha.

A Família informa  que a Corrente de Fé, com pensamentos positivos e orações, permanecerá, em prol de um mundo melhor!
#LuzTimóteo!

Ruth Timóteo
Marcelo Timóteo
Instituto Funjor