Interior

MP-AL vai fiscalizar retorno das aulas em União dos Palmares; AMA pede cautela

TNH1 com BR104 | 31/03/21 - 11h17 - Atualizado em 31/03/21 - 11h29
Município decidiu pela retomada das aulas | Divulgação

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MP-AL), pelo Promotor de Justiça signatário e com apoio do Núcleo de Defesa da Educação, instaurou um processo administrativo com o objetivo de investigar e fiscalizar o retorno das aulas em União dos Palmares.

A portaria para apurar a tratativa da educação, como atividade essencial durante a pandemia da Covid-19, foi publicada nesta quarta-feira (31), no Diário Oficial Eletrônico (DOE). Conforme o documento, as escolas localizadas no município de Santana do Mundaú também passarão pela fiscalização.

O retorno das atividades escolares, de forma híbrida, foi anunciado pelo prefeito Areski Freitas nesta terça-feira (30). O comunicado foi feito na presença do vice-prefeito Junior Menezes e da secretária de Educação Maria Madalena, que deram detalhes sobre a retomada das aulas.

Segundo Madalena, todas as 25 escolas criaram protocolos próprios. “Nós estamos organizados, estalamos pias, compramos todos os EPS para as escolas. Nós temos tudo: tapete, medidor de temperatura, álcool gel, toda organização para que nossas crianças voltem com segurança e também nossos profissionais”, ressaltou.

A Associação dos Municípios Alagoano (AMA) recomendou que a prefeitura de União tenha cautela e considere a situação epidemiológica do município antes da definição. Veja o comunicado abaixo:

"Cada município tem autonomia para tomar suas decisões, principalmente no quesito educação, já que não tem nenhuma determinação sobre o assunto nos últimos decretos emitidos pelo Governo do Estado. A AMA orienta que o gestor tenha muita cautela e avalie a situação epidemiológica da sua região antes de tomar qualquer definição. O momento requer cuidados e medidas de orientação para população."