Política

PDT expulsa Santa Ritta e diz não compactuar com "apoio ao nazismo"

Gilson Monteiro | 18/06/21 - 14h03 - Atualizado em 18/06/21 - 15h34

Sem secretaria e sem partido. Essa é a situação de Ricardo Santa Ritta, exonerado da Secretaria Municipal de Turismo de Maceió, e agora também expulso do PDT, depois de um post no Twitter onde ele defendia o uso da suástica, um símbolo nazista, como "liberdade de expressão".

Em nota oficial postada no Instagram do partido na tarde desta sexta-feira, 18, a Executiva estadual do Partido Democrático Trabalhista comunicou a desfiliação de Santa Ritta, que também já teve passagens pelos ministérios do Turismo, Agricultura e da Integração.

A fala do então secretário ganhou repercussão nacional e ele chegou a pedir desculpas nas redes, mas ainda na manhã desta sexta-feira, 18, a  Prefeitura da capital anunciou o desligamento da pasta. 

Na nota, assinada pelo presidente estadual do PDT, Jurandir Boia, o partido diz que não compactua, em pleno 2021, com qualquer pessoa que reivindique o direito de expressar apoio ao nazismo, "principalmente um gestor público". O PDT ainda ressalta que está de acordo com a exoneração de Santa Ritta do cargo na gestão do Prefeito JHC.