Interior

Criança espancada pelo padrasto reage bem e vai sair da UTI em Arapiraca

Redação TNH1 | 27/04/21 - 14h50 - Atualizado em 27/04/21 - 15h02
Davi Salsa / HEA

O novo boletim médico sobre o estado de saúde da criança de 5 anos, que foi brutalmente espancada pelo padrasto, em um sítio da zona rural de Pão de Açúcar, interior de Alagoas, apontou boa reação ao tratamento, com a saída da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a Área Laranja do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca.

A atualização desta terça-feira, 27, diz ainda que a criança está consciente, respirando ar ambiente e que o estado de saúde é considerado estável.

O menino tinha sido internado na UTI no domingo, 25, para ter maior suporte em procedimento e assegurar uma melhora mais efetiva na recuperação. Na ocasião, a equipe médica constatou uma fratura na clavícula da criança.

Entenda o caso

A criança deu entrada no HEA na noite da quarta-feira, 21, com vários hematomas, um ferimento profundo na nádega, além de suspeita de fratura no quadril. A princípio, a criança foi atendida em um posto de saúde de Pão de Açúcar sob a informação da própria mãe de que teria levado uma queda de cavalo.

A equipe médica desconfiou da versão e acionou a polícia. Indagada, a mãe confessou que, na verdade, o menino havia sido espancado pelo padrasto e que ela própria e a outra filha de 9 anos também eram vítimas do homem.

Antes de chegar no HEA, transferida de Pão de Açúcar, a criança ainda viveu momentos de tensão, após a ambulância em que ela viajava apresentar uma pane e pegar fogo.

O padrasto da criança foi preso por policiais militares e sua prisão preventiva já foi solicitada pelo pela promotoria de Justiça de Pão de Açúcar. Ele confessou as agressões. Segundo a mãe da criança, ela e os dois filhos, o menino de 5 anos, e a menina de 9, eram constantemente espancados pelo homem. O alvo principal era o menino, por quem o homem nutria ciúmes devido ao tratamento carinhoso que a criança recebia da mãe.