Justiça

Homem que atirou e deixou vítima paraplégica é condenado a 14 anos de prisão

Ascom TJ-AL | 18/11/21 - 09h16
Arquivo

O Conselho de Sentença do 3º Tribunal do Júri de Maceió condenou Fábio Mendel Teixeira da Silva a 14 anos de reclusão pela tentativa de homicídio contra Marciano Lima dos Santos, ocorrida em 2006, na Capital. A vítima, na época com 27 anos, foi atingida por disparos e ficou paraplégica.

A sessão do júri teve à frente o juiz Geraldo Cavalcante Amorim, titular da 9ª Vara Criminal de Maceió. "O réu agiu com culpabilidade especialmente reprovável, porque premeditou o crime e o executou com extrema frieza, em conjunto com terceiras pessoas, o que demonstra o alto grau de reprovabilidade da conduta", afirmou o magistrado na sentença.

Para o juiz, as consequências do delito foram graves. "A vítima ficou paraplégica em decorrência dos disparos de arma de fogo, quando tinha apenas 27 anos de idade, fazendo com que sua esposa passasse a ser sua cuidadora e passasse a experimentar prejuízos financeiros, já que seu marido, a vítima, a auxiliava financeiramente". Fábio Mendel não poderá apelar da decisão em liberdade.

O caso

O crime ocorreu em julho de 2006, na rua Lafaiete Pacheco, bairro Ponta da Terra, na Capital. De acordo com a denúncia, no dia do crime, Marciano se encontrou com Fábio e cobrou a quantia de R$ 60,00 referente a uma instalação de cabo de TV que teria realizado na casa do denunciado.

O acusado teria se negado a pagar a dívida e começado a agredir verbalmente Marciano. Ainda segundo a denúncia, Fábio deixou o local e voltou depois na companhia de dois indivíduos, momento em que efetuou os disparos contra a vítima. Marciano foi posteriormente socorrido e levado ao hospital. Ele ficou quase um mês internado e acabou com incapacidade permanente nos membros inferiores.