Justiça

Justiça nega, pela segunda vez, habeas corpus ao tenente-coronel Rocha Lima

TNH1 com Ascom TJ | 17/09/20 - 12h32 - Atualizado em 17/09/20 - 12h48

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas negou, por unanimidade, o pedido de liberdade do policial militar Antônio Marcos da Rocha Lima, o Coronel Rocha Lima.

O julgamento foi concluído em sessão virtual nesta quinta-feira (17), sob a relatoria do desembargador João Luiz Lessa.

Os desembargadores José Carlos Malta e Washington Luiz fizeram a ressalva de que não consideram fortes os indícios contra réu colhidos até agora nas investigações, no entanto acompanharam o relator destacando que o Coronel já possui uma condenação criminal.

Um primeiro habeas corpus foi negado em 30 de julho, também pelo relator, desembargador João Luiz Azevedo Lessa

Rocha Lima está preso desde julho passado, após ser indiciado pela Polícia Civil de Alagoas por envolvimento no homicídio de Luciano de Albuquerque Cavalcante, de 40 anos. 

O crime ocorreu por volta das 10h20, do dia 25 de outubro de 2019, na Avenida Ministro Lindolfo Collor, no Conjunto Village Campestre II, no bairro Cidade Universitário, em Maceió. A vítima foi executada com sete disparos de arma de fogo, de munição calibre .40. O motivo do crime teria sido um desentendimento acerca de um terreno no bairro Forene.