Interior

Ministério Público vai apurar mortes de bebês carbonizados em Joaquim Gomes

Redação TNH1 | 19/08/20 - 15h01 - Atualizado em 19/08/20 - 15h05
Foto: Divulgação/JG Notícias

O Ministério Público do Estado (MPE) vai apurar as circunstâncias das mortes de dois bebês carbonizados, no município de Joaquim Gomes, na Zona da Mata alagoana.

As mortes foram registradas nos dias 9 e 17 deste mês. Nesta quarta-feira (19), o MPE, por meio da da Promotoria de Justiça de Joaquim Gomes, emitiu uma nota informando que está adotando todas as providências cabíveis, tanto na esfera criminal quanto cível.

O MPE também ressaltou que todos os processos, administrativos ou judiciais, que tratem de direitos da criança e do adolescente são acobertados por segredo de justiça, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Um bebê de um ano e dois meses morreu carbonizado dentro de uma residência em Joaquim Gomes, nessa segunda-feira, 17. O incêndio destruiu a casa que ele estava. Não há registro de mais feridos.


Foto: Luzamir Carneiros/JG Notícias

No último dia 10, outro bebê morreu carbonizado após o quarto da casa que ele morava ter incendiado. Duas crianças irmãs da vítima conseguiram escapar. A mãe foi levada para a delegacia para prestar esclarecimentos, já que vizinhos relataram que ela costumava deixar os meninos sozinhos no imóvel.