Brasil

Suboficial da Marinha é executado no RJ: “Mais de cinco tiros”

TNH1 | 20/04/22 - 10h30
O crime aconteceu próximo à entrada do Túnel Rebouças | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um suboficial da Marinha foi executado durante um assalto na noite de terça-feira (19/4), em Rio Comprido, na zona norte do Rio. O crime foi registrada pelos motoristas que passavam no local e testemunhado por moradores da região. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento do assassinato.

Fábio Rafael Lima da Costa, de 41 anos, foi executado durante um assalto realizado por motociclistas. O crime aconteceu próximo à entrada do Túnel Rebouças.

“Não deu para ouvir muito até os tiros começarem, quando o rapaz saiu da moto para reagir. No momento em que ele desceu, já vieram os primeiros disparos. Aí passaram uns 30 segundos, mais ou menos, voltaram e atiraram mais umas cinco vezes, mesmo com ele já caído” disse uma testemunha ao jornal Extra.

A moradora viu toda a execução da janela de casa: “Nesse momento eu saí e me abaixei, não fiquei mais na janela. Só uns cinco minutos depois é que voltei a olhar, quando já estavam chegando Polícia Civil, peritos”.

Rotina de assaltos - Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada e realizou perícia no local. Os agentes realizam diligências para identificar os autores do crime. Um segundo homem foi atingido durante a ação. A ocorrência foi registrada na 6ª DP, Cidade Nova.

Situações como essa não são raras na região, segundo a moradora. “Já virou até costume, nunca teve polícia”, relata a moradora do Rio Comprido.

“No viaduto, volta e meia tem troca de tiro. E já assaltaram o meu prédio, então tenho muito medo de chegar tarde em casa e ser abordada por alguém”, disse a testemunha.

Múltiplos ferimentos - Três criminosos divididos em duas motos participaram da ação e o oficial teria reagido à abordagem, segundo informações iniciais.

Quando viu a ação, um major reformado da Polícia Militar também entrou em confronto com os ladrões. O militar, de 60 anos, foi socorrido para o Hospital Central da Corporação e foi ferido sem gravidade no braço esquerdo.

Fábio Rafael foi atingido por ao menos três tiros, chegou a ser levado em estado grave para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu e veio a óbito.

De acordo com o Extra, as informações passadas pela unidade de saúde, dizem que o militar chegou ao hospital já em óbito, com múltiplos ferimentos à bala no peito, na cabeça e na barriga.