Brasil

Homem morre em padaria e local continua funcionando com corpo no chão

Dol | 30/11/20 - 17h37 - Atualizado em 30/11/20 - 17h57
Reprodução/Twitter

Um homem em situação de rua passou mal e morreu na manhã deste domingo (29) em uma padaria em Ipanema, Rio de Janeiro. De acordo com o relato de um cliente, após a morte, os responsáveis pelo estabelecimento colocaram cadeiras ao redor do corpo para que os clientes não tropeçassem e o cobriram com um saco de lixo.

Um caso similar ocorreu em agosto desse ano, em um supermercado. Na ocasião, a rede cobriu o corpo do funcionário com sombrinhas.

Ainda segundo o cliente da padaria, o expediente continuou normalmente por duas horas, até que as autoridades chegaram para removê-lo.

Um outro cliente chegou a pedir ao dono do comércio para que fechasse a loja, por preocupação sanitária e humanitária. E ouviu de resposta: "Ninguém teve humanidade quando ele estava jogado na rua. Agora que morreu jogado na minha padaria querem que eu tenha humanidade?".

Segundo testemunhas, o homem costumava ir ao local todos os dias para pedir que lhe pagassem um café e um pão e manteiga. 

Nas redes sociais, o tratamento dado à morte do homem causou indignação e revolta: