Polícia

Vídeo pode caracterizar crime passional contra adolescente no Village; assista

João Victor Souza | 27/02/20 - 06h35 - Atualizado em 27/02/20 - 12h07
Reprodução

Lucas Felipe Cardoso Moleda, 18 anos, suspeito de matar a adolescente Joyce Mariele Cândido da Silva Santana, 16 anos, foi filmado dentro de um veículo, quando simulava ingerir bebida alcoolica e demonstrava sofrer ao ouvir o nome da vítima, o que pode caracterizar que o crime pode ter sido passional. As imagens foram divulgadas pela Polícia Civil (PC), por meio das redes sociais do delegado Fábio Costa, nessa quarta-feira, 26.

A filmagem veio à tona horas depois de o suspeito gravar um vídeo para negar que teve um relacionamento amoroso com Joyce, morta com um tiro na cabeça na frente de um condomínio no Conjunto Village Campestre II. Lucas havia afirmado que a adolescente teria tentado contra sua vida na companhia de outras três pessoas, na noite do dia 24.

O vídeo compartilhado pela PC mostra que Lucas estava no banco do passageiro e pega uma garrafa de vidro para passar uma imagem de que bebia e sofria ao escutar uma música romântica. Antes disso, ele havia colocado a mão na cabeça por ter ouvido o nome da adolescente gritado por outro ocupante do carro: "Pensando na Joyce". Em outro momento, o mesmo colega chama a vítima de covarde por aparentemente fazer Lucas sofrer. 

Ao TNH1, o colega que gravou o vídeo disse que as imagens foram feitas em dezembro do ano passado, e não momentos antes do crime. O colega, que terá a identidade preservada, disse que ficou surpreso ao saber sobre o crime e confirmou que Lucas e Joyce tiveram um relacionamento conturbado, e que várias vezes terminam e reatavam o namoro. 

Assista:

A PC destacou que provavelmente o crime foi motivado por ciúmes, apesar de Lucas ter negado. O jovem já afirmou que vai se entregar quando a "poeira baixar", porém a polícia pede para que a população, em caso de conhecimento, denuncie o paradeiro de Lucas através do Disque Denúncia 181.

Jovem nega ter tido relacionamento com vítima

Em 45 segundos de vídeo divulgado em seu perfil no Instagram, Lucas contou que sofreu uma tentativa de homicídio e foi levado ao Hospital Geral do Estado (HGE), na noite da Segunda de Carnaval. Joyce e mais três pessoas teriam sido responsáveis por tentar contra sua vida. E esse, segundo ele, seria o "real motivo" para a morte dela.

Na filmagem, Lucas aparece com um corte no lábio superior. A assessoria do hospital confirmou que ele deu entrada pouco depois da meia-noite e recebeu alta médica na madrugada do dia 25.

“Estão falando que foi por causa de término de relacionamento. Exatamente nada a ver com isso. Na verdade, nunca tive nada com ela.... estou sem saber o que fazer e logo mais vou me entregar. Só esperar a poeira baixar e já era", disse Lucas.

Morte de Joyce

Uma câmera de videomonitoramento flagrou o momento em que a adolescente de 16 anos foi morta com um tiro disparado pelo jovem. O crime aconteceu na Rua Otacílio Holanda, no Village Campestre II, na tarde dessa terça-feira, 25.

As imagens mostram que o assassino chega pilotando a moto em frente a um condomínio às 15h53 de ontem. A vítima e a amiga dela dividem a garupa do veículo. Instantes após descer da moto, a amiga de Joyce entra no residencial e deixa os dois a sós.

O jovem, que estava sem camisa e com capacete, inicia uma discussão com Joyce, às 15h55. Ele pega a vítima pelo pescoço com uma arma de fogo na outra mão. Logo depois, ele derruba a adolescente no chão e atira, aparentemente na cabeça dela. 

Após o crime, o jovem sobe na moto e foge. A amiga de Joyce se aproxima dela caída e constata que ela foi baleada. Em desespero, ela procura ajuda dentro do condomínio. Nas imagens não foi possível observar a chegada de mais pessoas na cena do crime.